Análise da rodada: o que aconteceu nas semifinais da Challenger League?

Análise da rodada: o que aconteceu nas semifinais da Challenger League?

Destaques, curiosidades e declarações que tomaram conta do final de semana

Por Luiz Queiroga


Na última quarta-feira (31) rolou as semifinais da Challenger League, campeonato que dá acesso à Pro League de Rainbow Six Siege.

Além das transmissões dos casters Jeferson "Moska1m" SampaioGuilherme "Guille" Scalfi e Walter "TaffsX" Junior, a comunidade agora pode se informar sobre as rodadas da Série B com este resumão especial da ESL BRASIL.

Dos dois confrontos que agitaram a noite, ReD DevilS e Guidance Gaming conseguiram a classificação para a grande final.

As partidas

Guidance Gaming 2 x 0 SG e-Sports

Segunda colocada da primeira fase, a Guidance Gaming confirmou as expectativas e venceu a SG E-sports (antiga Cartel E-sports) por 2 a 0.

Em Fronteira, a SG saiu à frente nas parciais, mas viu a equipe dos Estados Unidos virar o placar e encerrar a primeira metade do mapa com 4 a 1. Por fim, o predomínio se manteve e os dois pontos seguintes foram pra GG: 6 a 1.

Já em Oregon, a SG não conseguiu se recuperar. A Guidance começou melhor, sofreu o empate, mas voltou a ficar à frente graças a grande atuação de Miracle e confirmou a vitória por 2 a 0 com vitória no segundo game por 6 a 3.  

Red Devils 2 x 1 Yeah! Gaming

Líder isolada da primeira fase, a ReD DevilS manteve a boa fase e confirmou a vitória por 2 a 1 pra cima da YeaH! Gaming.

Quem começou melhor no mapa inicial, porém, foi a YeaH!. Em Litoral, a equipe saiu à frente, só que a RD já tratou de equilibrar as coisas e construiu caminho sólido para decretar a vitória por 6 a 3.

Na sequência, em Fronteira, a YeaH! conseguiu reeditar o ritmo avassalador de início - mas com a diferença que agora não houve perda de fôlego. Assim, a YeaH! Gaming abriu nada menos do que 5 a 0 no placar. Os demônios bem que tentaram, mas o empate veio com 6 a 2.

Em Casa de Campo, o desempate ficou favorável para a RD. Outra vez a YeaH! teve um início melhor, mas os Demônios souberam counterar, virar as parciais e administrar a vantagem. Por vim, 6 a 3 nas parciais e vitória com 2 a 1 gerais.

Lembrando que...

O formato da Challenger League consiste em duas etapas disputadas ao decorrer de três meses.

As oito equipes participantes se enfrentam duas vezes por semana em partidas de ida e volta, totalizando 14 confrontos durante a temporada.

Assim, são dois duelos por dia - ambos no formato md1. A pontuação segue igual à Pro League: o vencedor soma três pontos; empate gera apenas um ponto pra cada equipe; e o derrotado não leva nada.

As quatro melhores equipes se classificam para os playoffs, fase na qual será disputada em série md1 com eliminação simples - ou seja, perdeu está fora. Apenas a final que é disputada numa md3.

O campeão da Challenger League se classifica automaticamente para a Pro League, enquanto que o segundo colocado vai pra Relegation com o sétimo da Série A - e quem vencer, tem o acesso ou a permanência à elite do R6 confirmado. Aqui, também ocorre em md3.

Também rolou

As semifinais contaram com algumas jogadas brilhantes, como:

O triple kill de Miracle!

O quadra kill de Livex!

Classificação final da primeira fase

agenda

As emoções da oitava temporada da Challenger League retornam já nessa sexta-feira (2), em compromisso válido pela grande final a partir das 18h (horário de Brasília), com transmissão oficial e em jogo md3. 

Relegation

Definidos o campeão e o segundo colocado da Challenger League, teremos logo na sequência a disputa da Relegation.

O campeão da CL vai subir automaticamente para a Pro League da próxima temporada, enquanto que o segundo colocado já vai enfrentar a paiN Gaming.

 

Luiz Queiroga é jornalista da ESL BRASIL. Siga-o no Twitter!

Fechar Menu